sexta-feira, 7 de outubro de 2011

O QUE ESTAS PEDRAS SIGNIFICAM?


Josué 4:6“...para que isto seja por sinal entre vós; e, quando vossos filhos, no futuro, perguntarem, dizendo: Que vos significam estas pedras?”

Através desta palavra vamos aprender algo sobre o significado das pedras no relato de Josué cap.4. Existem pedras e pedra. Com pedras nas mãos ou posso acusar, apedrejar e até matar uma pessoa.Mas nesta noite vamos aprender que com pedras podemos erguer um altar ao Senhor, um memorial para testemunho do que Deus fez por mim. O texto que acabamos de ler, nos fala do episódio maravilhoso da história de Israel quando atravessaram Jordão, sob o comando de Josué: (significa: 'Jeová é a sua ajuda, ou Jeová, o Salvador.') sucessor de Moisés como líder de Israel.
Quase todos os que passaram pelo mar vermelho já tinha morrido, agora ali estavam seus filhos, ou até mesmo netos. Aqueles que atravessaram o Jordão era uma nova geração! Ninguém ainda tinha visto uma presença tamanha do agir de Deus. A fé dos filhos dos exilados não se acabara por causa do testemunho que seus pais deram; aqueles filhos ouviram a história do poder de Deus ao abrir o mar. Tenho certeza que a sua fé aumentou ainda mais quando eles mesmos tiveram a sua própria experiência do agir de Deus, agora no Jordão. Quando medito na travessia deste Jordão lembro-me de uma palavra importante para nós hoje: MEMORIAL!  Deus sabe que temos a tendência de nos esquecer das coisas boas que nos aconteceram. Temos uma facilidade incrível de nos lembrar das coisas ruins. Por isso o próprio Deus deu uma ordem a Josué: (VS 5 a 7)
“...Passai adiante da arca do SENHOR, vosso Deus, ao meio do Jordão; e cada um levante sobre o ombro uma pedra, segundo o número das tribos dos filhos de Israel, para que isto seja por sinal entre vós; e, quando vossos filhos, no futuro, perguntarem, dizendo: Que vos significam estas pedras? então, lhes direis que as águas do Jordão foram cortadas diante da arca da Aliança do SENHOR; em passando ela, foram as águas do Jordão cortadas. Estas pedras serão, para sempre, por memorial aos filhos de Israel.”
O objetivo principal daquelas pedras tiradas do meio do Jordão era ser um memorial para que o povo não se esquecesse das maravilhas que Deus operara no meio deles.
Salmo 103.2   “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios”.
Voltando ao texto de Josué temos a seguinte pergunta: O que estas pedras significam para nós? 

1- ESTAS PEDRAS SIGNIFICAM A PRESENÇA DE DEUS. Josué 3.3   “e ordenaram ao povo, dizendo: Quando virdes a arca da Aliança do SENHOR, vosso Deus, e que os levitas sacerdotes a levam, partireis vós também do vosso lugar e a seguireis.”
A Arca da Aliança, em Si, representa a presença de Deus entre os homens. O cristão precisa pôr Cristo em primeiro lugar no seu coração e vida e se espera atravessar o rio dos desafios.
A Coisa mais importante que temos na vida se Chama Presença de Deus. Porque as pessoas vão e vem. O dinheiro vai e vem. Hoje estamos com saúde, amanhã podemos estar doentes.  Hoje nós temos filhos, amanhã eles casam e vão embora. Hoje você esta casado, amanhã pode estar viúvo, ou separado. Hoje estamos vivos, amanhã podemos não estar. Mas a Presença de Deus deve permanecer para sempre.
SE EU ANDO COM A PRESENÇA DE DEUS ENTÃO TUDO VAI FUNCIONAR. Quando temos a Presença de Deus, a oração funciona, a adoração funciona, o que falamos funciona. E tudo o que Deus faz é para que funcione.

2- ESTAS PEDRAS SIGNIFICAM SANTIDADE. Josué 3.5 “Disse Josué ao povo: Santificai-vos, porque amanhã o SENHOR fará maravilhas no meio de vós.”
Este ato de santificação fala do princípio de que Deus não operará poderosamente em favor do seu povo se este não estiver intimamente puro e em harmonia com a sua vontade.
Hebreus 12.14  “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”,
Antes de pedirmos que Deus opere sinais e maravilhas em nosso meio, devemos verificar se nosso coração é puro.
Os sacerdotes levavam a arca, eles eram puros e santos. Se alguém impuro tocasse a arca morreria; com certeza onde os sacerdotes pisavam era santificado. Será que hoje podemos ver os sacerdotes neste estado? Onde ele pisarem está santificado, está limpo, está mudado?
As pessoas que olhariam para aquelas pedras iriam saber que um povo santo havia experimentado o agir de Deus!

3- ESTAS PEDRAS SIGNIFICAM UNIDADE. Josué 3.12   “Tomai, pois, agora, doze homens das tribos de Israel, um de cada tribo;”
A unidade do povo também é expressa pelas doze pedras (doze tribos) que juntas formavam um único monumento. Nenhuma tribo foi esquecida. Todos eram importantes!
DEUS QUER NOS ENSINAR LIÇÕES PRECIOSAS ATRAVÉS DA UNIDADE:
A unidade nos faz mais forte e abençoados. (Salmo 133)
A unidade é a vontade de Deus. (João 17:11)
A unidade leva o mundo a crer que Deus enviou Jesus! (João 17:22,23)
Quando vivemos em unidade testemunhamos ao mundo que o amor de Deus derramado em nossos corações pelo Espírito Santo é uma realidade possível.

4- ESTAS PEDRAS SIGNIFICAM O ANDAR POR FÉ. Josué 3:3-15 “porque há de acontecer que, assim que as plantas dos pés dos sacerdotes que levam a arca do SENHOR, o Senhor de toda a terra, pousem nas águas do Jordão, serão elas cortadas, a saber, as que vêm de cima, e se amontoarão. Tendo partido o povo das suas tendas, para passar o Jordão, levando os sacerdotes a arca da Aliança diante do povo; e, quando os que levavam a arca chegaram até ao Jordão, e os seus pés se molharam na borda das águas (porque o Jordão transbordava sobre todas as suas ribanceiras, todos os dias da sega),”
É bem interessante a maneira como Deus age em nossas vidas. Não existe um padrão, ou uma única forma de Deus fazer o milagre.
 Quando lemos sobre a saída do povo Hebreu do Egito, vemos o mar se abrindo quando Moisés estendeu a vara. O Povo de Deus atravessou o mar a pé enxuto.
 Êxodo 14.29   “Mas os filhos de Israel caminhavam a pé enxuto pelo meio do mar; e as águas lhes eram quais muros, à sua direita e à sua esquerda”.
 Mas na travessia do rio Jordão é diferente em uma coisa: os sacerdotes tiveram que molhar os pés. Enquanto eles caminhavam as águas eram cortadas e se abriram formando um caminho para o povo passar.
Esse milagre nos ensina o andar por fé. Precisamos dar passos de fé. 2 Cor. 5.7   “visto que andamos por fé e não pelo que vemos.” "Andar pela fé, é esperar aquilo que naquele momento parece ser o impossível!"
As pessoas que olhariam para aquele memorial de Pedras diriam que aquele dia foi um dia memorável porque um povo ousou andar pela fé.
CONCLUSÃO:
Em toda a História Deus sempre marcava seus feitos com um memorial, a fim de que o homem o olhasse e se lembrasse das suas maravilhas.
Foi assim com o dilúvio: “Sucederá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, e nelas aparecer o arco, então me lembrarei da minha aliança, firmada entre mim e vós e todos os seres viventes de toda carne; e as águas não mais se tornarão em dilúvio para destruir toda carne” (Gn 9.14,15). Hoje, quando vemos o arco-íris, a primeira coisa que vem à minha mente é a aliança que Deus fizera com Noé de não mais destruir a terra com água.
E o ato da Santa Ceia? Quando estamos com o cálice e o pão na mão, de que nos lembramos? Lembra-se do que o Senhor Jesus disse? "Fazei isto em memória de mim..." (Lc 22.19). Será que não poderíamos nos lembrar do nosso Senhor sem o memorial da Santa Ceia? "Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha” (1 Co 11:26).

Ministração no Culto de Santa Ceia
Pr. Gilberto O.Rehder

12 comentários:

  1. Gostei mto, ótimo estudo, bem explicado. Deus abençoe Pr. Gilberto

    ResponderExcluir
  2. Glória a Deus! Interpretação abençoada, maravilha

    ResponderExcluir
  3. benção , Pr estou estudando sobre o tema, vou adptar para crianças e adolescentes.

    ResponderExcluir
  4. Amém Tia Tati! Amo o ministério com crianças e fico feliz por tua iniciativa!

    ResponderExcluir
  5. Lindo de mais!!! Gloria a Deus nas alturas e paz aos homens de toda a terra, que assim seja hoje e sempre!

    ResponderExcluir