segunda-feira, 21 de novembro de 2016

GRATIDÃO X INGRATIDÃO Qual a nossa atitude?


Lucas 17.11-19

11 De caminho para Jerusalém, passava Jesus pelo meio de Samaria e da Galiléia.
12 Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos,
13 que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós!
14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.
15 Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz,
16 e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano.
17 Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove?
18 Não houve, porventura, quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro?
19 E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou.

Introdução: Eu gostaria de compartilhar contigo nesta noite uma palavra sobre GRATIDÃO por ser hoje o dia de Ação de Graças!

Antes de entrarmos no texto da Palavra de Deus eu quero compartilhar uma pequena história que eu li a respeito da INGRATIDÃO.

Certa vez um rapaz estava com o pé preso na linha do trem, quando este se aproximava rapidamente para atropelá-lo. 

Desesperado, começou a orar e prometer um monte de coisas para Deus, de pecados que abandonaria até às bondades que faria.

Ele prometeu ser um santo, ser fiel a Deus e frequentar a igreja assiduamente, até que, em meio ao pânico, seu pé se soltou  milagrosamente dos trilhos.

Quando ele se vê livre, sai correndo da linha do trem, olha pra cima e diz:

“Pode deixar, Deus, não se preocupe mais, pois eu já consegui me soltar sozinho!”

AS PESSOAS INGRATAS TÊM SEMPRE A MANIA DE PENSAR QUE CONSEGUEM TUDO SOZINHAS.
                                                                     
Todos nós sabemos irmãos que a ingratidão é uma característica própria do ser humano.

A natureza humana é ingrata desde o jardim do Éden quando os primeiros seres humanos não agradeceram pelas milhares de frutas que podiam comer e só quiseram aquele fruto proibido (Gênesis 3.1-8).

No entanto, como cristãos não podemos aceitá-la como normal, pois todos nós somos dependentes uns dos outros, sobretudo, dependentes de Deus.

Como é doloso ser tratado com ingratidão por pessoas que amamos!

Uma pessoa ingrata nunca se satisfaz, sempre quer mais. Jesus fez tudo por nós e também enfrentou a ingratidão.

No texto de nossa mensagem, Jesus está de viagem para Jerusalém. O caminho do vale do rio Jordão era o mais seguro e usual entre os judeus, para se fazer tal percurso.

Porém, ao invés de seguir para o sul, indo diretamente para Jerusalém, Jesus escolhe ir pela região leste passando por Samaria e Galileia.

Jesus e seus discípulos entram em uma região aberta em que havia pequenas aldeias, constituídas em sua maioria por pessoas excluídas da convivência social, por motivos de saúde física ou religiosa, no caso aqui, os leprosos.

Praticamente ninguém passava por aquele caminho, pois, se entrassem ali, os judeus seriam considerados contaminados e impuros também.

MAS JESUS MODIFICA O SEU TRAJETO E VAI PROPOSITALMENTE AO ENCONTRO DAQUELES QUE ESTAVAM ABANDONADOS E DEIXADOS À SUA PRÓPRIA SORTE. E ELE CONTINUA FAZENDO ISSO HOJE! ALELEUIA!

É interessante ver que os dez leprosos, conforme o versículo 13 pararam longe de Jesus, conforme a lei. A lei mandava que eles mantivessem uma distância mínima de quinze metros de uma pessoa sadia.

“e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós”

14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.

TODOS ELES ALCANÇARAM A CURA QUE JESUS DECLAROU!

Contudo apenas um voltou “dando glória a Deus em voz alta” (v.15).

16 “e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano”.

Qual a diferença entre os 9 leprosos ingratos e o único leproso grato?

Qual a diferença de uma pessoa que tem gratidão para uma pessoa ingrata?
A diferença é que os nove leprosos ingratos foram seguir sua vida e não votaram para a agradecer, também não receberam nenhuma bênção mais, somente aquela cura.

Já o leproso grato, voltou e Jesus lhe disse: “levanta-te e vai, a tua fé te salvou”, ou seja, recebeu além da cura, recebeu a salvação.

Quando somos gratos, Deus sempre tem algo mais para nos dar.

Você tem sido Grato a Deus e às pessoas?

Vamos ver algumas características da gratidão e da ingratidão:


1- GRATIDÃO É APROXIMAÇÃO E INGRATIDÃO É DISTÂNCIA.
16 e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano.

A primeira característica da ingratidão é a distância, pois a pessoa ingrata não consegue se aproximar e deixar-se tocar por aquele que lhe dá o dom da vida.

O ingrato pode receber um grande benefício e mesmo assim, se mantêm distante daquele que o ajudou.

Perceba que agora o Samaritano que havia sido curado estava prostrado aos pés de Jesus! Ele queria estar mais perto de Jesus!!!

Isso me faz lembrar do Hino: Mais Perto Quero Estar!

Mais perto quero estar
Meu Deus, de ti
Ainda que seja a dor
Que me una a ti,
Sempre hei de suplicar
Mais perto quero estar
Mais perto quero estar
Meu Deus, de ti!

Ser Grato é aproximar-se para sempre daquele que é o autor da vida! Ser Grato é ter Jesus de perto e estar perto de Jesus!

Efésios 2:11-13

11 Portanto, lembrai-vos de que, outrora, vós, gentios na carne, chamados incircuncisão por aqueles que se intitulam circuncisos, na carne, por mãos humanas,
12 naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo.
13 Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo.
                   
2- GRATIDÃO É LEMBRAR E INGRATIDÃO É ESQUECER.

Outra característica da ingratidão é o esquecimento. Os nove leprosos ingratos tenham se esqueceram de Jesus!

E creio que esqueceram até que eram leprosos.

Para o único leproso grato, o rosto de Jesus era inesquecível e procurou saber onde Jesus estava para agradecer.

A pessoa ingrata não se lembra do benefício lhe foi feito.

Sua mente é bloqueada para não lembrar o que recebe de bom, mas o que acontece de ruim se lembra todos os dias mesmo que tenham se passado anos.

A mente da pessoa ingrata não consegue se lembrar por que está sempre ocupada pesando em si mesmo e só quer mais.

Salmo 103:2 “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios”.

(Precisamos lembrar o que o Senhor nos fez)

A bíblia diz em Deuteronômio 8:17-18 "Não digas, pois, no teu coração: a minha força e o poder do meu braço me adquiriram estas riquezas. Antes, te lembrarás do Senhor, teu Deus, porque ele que te dá força para adquirires riquezas"

(Precisamos nos lembrar do Senhor)


3- GRATIDÃO É EXPRESSÃO E INGRATIDÃO É OMISSÃO.

O ingrato se cala diante do que recebe de bom! Ele não é capaz de expressar nenhuma palavra de gratidão, ou um sorriso, ou um abraço!

Existem pessoas que acham que a vida lhe deve e muito. E por mais que Deus as abençoe ou mesmo os seus familiares e amigos lhe façam coisas boas, não são capazes de valorizar nem a Deus e muito menos as pessoas ao seu redor!

A pessoa grata não fica em silêncio, mas diz ‘muito obrigado’ por qualquer coisa que recebe.

Os nove leprosos ingratos chegaram gritando pedindo para ser curados (v.13), mas depois não falaram nada.

O único leproso grato que voltou “dando glória a Deus em voz alta”  foi o samaritano!

Não adianta apenas lembrar o que você recebeu de bom, é preciso também expressar-se para que a pessoa saiba.

Você tem falado palavras de gratidão ou tem se calado?

Expresse seu agradecimento em palavras e atitudes concretas!

Exercite a gratidão!

-CONCLUSÃO:

Precisamos lutar contra nossa natureza carnal e ingrata. Para isso podemos guardar as palavras deste sermão e exercitar estas três ações:

Gratidão é APROXIMAR
Gratidão é LEMBRAR
Gratidão é EXPRESSAR

Não seja distante, esquecido e mudo. Diga sempre “Obrigado Senhor”



Pr. Gilberto Oliveira Rehder
Igreja Metodista em Catalão-GO



Nenhum comentário:

Postar um comentário