quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

SUPERANDO OS NOSSOS LIMITES ESPIRITUAIS


1 Coríntios 9:24-27

24 Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.
25 Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível.
26 Assim corro também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar.
27 Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado.

Introdução: O ser humano, desde o nascimento, tem que romper limites:

Em primeiro lugar ele nasce, tem que chorar, tem que aprender a andar – a falar – a crescer. Ele deve passar por todas as fases da vida até chegar à maturidade.

Superar limites é um exercício da vida toda. E isso ocorre nas mais diversas áreas de nossa vida.

a- Para você ter uma boa formação profissional é preciso estudar muito e para que isso ocorra você precisa superar os limites do cansaço.  

b- Para termos uma casa própria e estabilidade financeira teremos que superar os limites impostos pelo consumismo e aprender a administrar bem.

c- Para termos saúde teremos que superar os limites impostos pela nossa vontade e desejos.

d- Para conviver bem com as pessoas ao seu redor você precisa superar os seus próprios limites para aprender bem a arte de se relacionar (até com pessoas difíceis).

e- Em nossa vida espiritual eu entendo que também devemos superar limites.

Quando entregamos a nossa vida a Cristo damos também início a um processo de crescimento espiritual.

Começamos como bebezinhos em Cristo (Alimentados de Leite espiritual e dependentes de outros irmãos) até que aprendemos a andar com as nossas próprias pernas e chegamos a uma fase adulta da fé onde passamos a ensinar os novos na fé a seguir a Jesus!

É justamente isto que o autor de Hebreus fala no capítulo 5 nos versículos 12 a 14.

12 Pois, com efeito, quando devíeis ser mestres, atendendo ao tempo decorrido, tendes, novamente, necessidade de alguém que vos ensine, de novo, quais são os princípios elementares dos oráculos de Deus; assim, vos tornastes como necessitados de leite e não de alimento sólido.
13 Ora, todo aquele que se alimenta de leite é inexperiente na palavra da justiça, porque é criança.
14 Mas o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal.

Neste texto percebemos certa decepção deste líder espiritual com aqueles cristãos que insistiram em não crescer!

Um dos maiores perigos na vida cristã não é apostasia, mas a estagnação.

Grandes personagens bíblicos tiveram que superar seus limites:

- Abrão teve que abrir mão de sua terra e sair de lá para herdar a promessa de uma terra que mana leite e mel.

- Gideão era medroso e teve que superar os seu medo e timidez para se tornar um juiz em Israel  livrando o seu povo dos midianitas.

- Moises ao ser chamado por Deus argumentou por conta de sua gagueira, mas ele superou e se tornou o libertador do povo hebreu.

- Jeremias argumentou que não tinha idade suficiente, mas se tornou um dos grandes profetas de Israel.

- Os discípulos de Jesus superaram sua limitação (eles eram limitados intelectualmente) sendo transformados de simples pescadores para pescadores de homens.

- Pedro superou seus limites definidos por sua covardia ao negar a Cristo. Ele se levantou e na sua primeira pregação três mil almas se renderam a Jesus!

Qualquer pessoa que queira realizar ou viver de forma significativa terá que superar limites de muitas ordens: Limites físicos – emocionais – sociais e econômicos – espirituais.

Voltando ao nosso texto inicial de 1 Coríntios 9:24-17 vamos aprender a superar os nossos limites espirituais.

Neste texto, Paulo compara a vida cristã com uma corrida no estádio. Certamente, ele estava fazendo referência aos jogos olímpicos da Grécia Antiga. Por mais que estes atletas se esforçassem e vencessem, os prêmios recebidos pelos era apenas coroas feitas de folhas de oliveira.

Paulo fazendo uma comparação à estas coroas, nos diz que o Senhor dará uma coroa incorruptível àqueles que superaram e venceram os seus limites espirituais.

Como superar seus limites espirituais?

para superar seus limites espirituais..
1- SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ EM UMA CORRIDA.
(Vs 24ª) “Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio?”

No dia que você aceitou a Jesus como o seu Salvador e Senhor de sua vida você foi colocado em uma corrida. ( 3 características desta corrida)

1.1- Esta corrida não é qualquer uma! É a corrida da Fé. Em Hebreus 12:1b e 2a a Palavra de Deus fala de uma corrida que nós, cristãos, devemos correr:

“corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé...”

O texto deixa bem claro, que é o próprio Deus quem propõe esta corrida. Já existe um curso bem definido, um conjunto de regras fixas, uma meta estabelecida e um alvo para ser acertado, e é Ele mesmo que nos capacita a corrê-la com triunfo.

1.2- Esta corrida não é fácil. Você está em uma pista, com cujo percurso não tem apenas uma reta. O percurso tem: curvas, subidas e descidas e ainda, obstáculos.

Na corrida com barreiras o corredor não apenas corre, mas tem que dar os seus pulos!

- Na vida espiritual existem diversas barreiras a serem vencidas . 

(a) As provações da vida- Na corrida não desanimemos se enfrentamos a chuva, frio, calor intenso, cansaço, fadiga. Estas são as provas do percurso.

(b) as tentações diárias- Na corrida somos tentados a desistir o tempo todo. Precisamos aprender a dizer não ao pecado que tenazmente nos assedia.

(c) as perseguições – Na corrida não devemos nos surpreender com as perseguições. Elas fazem parte da vida do cristão.

(d) as distrações- Depois que a corrida começa o atleta não deve em momento algum olhar para trás. Ele deve avançar para a vitória sem se distrair.

Porém, como todo atleta se supera em busca da vitória, devemos superar essas barreiras.

Salmo 18:29 diz: "Pois contigo desbarato exércitos, com meu Deus salto muralhas."

1.3- Esta corrida precisa ser concluída.
É interessante que Paulo fazendo uma alusão ao atletismo ele diz que um só leva o prêmio.

Mas no sentido espiritual os que levam o prêmio são os que cruzam a linha de chegada.

Não adianta largar e bem e não cruzar a linha de chegada!

2 Timóteo 4:7 “Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé”

para superar seus limites espirituais..
2- VOCÊ PRECISA CORRER PARA ALCANÇAR.
“...Correi de tal maneira que o alcanceis”.(Vers.24b)

Tem um jeito de correr:

2.1- Correr de tal maneira para alcançar nos fala de intensidade. Dedicação, esforço, perseverança!

2.2- Correr de tal maneira para alcançar é ter várias metas e um só alvo.  

Você sabia que há diferença entre metas e alvo?

R: Comparemos os dois com uma escada, o alvo é como se fosse o ultimo degrau da escada, e as metas como se fossem cada degrau da mesma escada.

O ultimo degrau continua sendo a escada, mas naturalmente falando, é impossível chegar até o final sem antes passar pelos degraus.

Eu preciso estabelecer algumas metas espirituais em minha vida:

- Ter Vida Devocional
- Ler a bíblia inteira
- Estudar a Bíblia para conhecê-la.
- Falar de Jesus aos meus familiares e amigos
- Discipular alguém
- Me envolver em um ministério na igreja.
- Me libertar de algo que me escraviza (os vícios)

Todas estas metas que estabelecemos tem como objetivo alcançarmos um alvo só!

O Nosso Alvo é Completar a Nossa Carreira é conquistar o Premio da Soberana Vocação! Em Filipenses 3:14 Paulo diz: “prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”

Para nós cristãos o nosso alvo é conquistar uma coroa incorruptível, uma recompensa eterna!

Para superar os seus limites
3- VOCÊ PRECISA LUTAR CONTRA SI MESMO
Lute contra si mesmo pois você é o seu limite a ser superado.

É aí que entra os versículos 25 e 27.

“Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível”.

“Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado”.

Há duas palavras que não gostamos muito de ouvir, mas que fazem parte do dicionário daqueles que superam seus limites.

1- Domínio Próprio – “Todo atleta em tudo se domina..”

2- Disciplina- “Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão.”

Para termos o domínio próprio e a disciplina necessária para superarmos os nossos limites, precisamos renunciar muitas coisas.

Afinal, quem avança, deixa muitas coisas para trás.

Renúncias e conquistas sempre estão ligadas.

Não podemos ter o Egito e Canaã ao mesmo tempo.

"Ora, na vossa luta contra o pecado, ainda não tendes resistido até ao sangue e estais esquecidos da exortação que, como a filhos, discorre convosco: Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe" Hebreus 12:4-6.

CONCLUSÃO: A Igreja que vai vencer nestes dias é aquela que aprendeu a vencer os limites espirituais.

Em suas últimas palavras aos discípulos, Jesus os estimulou novamente ao rompimento dos limites ao dizer:

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”. (At 1.8).

O projeto de Cristo é ambicioso (no bom sentido). Se somos seus discípulos, precisamos acompanhá-lo, rompendo fronteiras e barreiras para levar a muitos a boa palavra de Deus.

Pr. Gilberto Oliveira Rehder
Igreja Metodista Catalão-GO
SÉRIE: SUPERAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário